sábado, 31 de outubro de 2015

1º Jornada - UDCB 3 - 2 São Matias

Decorreu na tarde de ontem o primeiro jogo oficial da época da equipa do UDCB. O terreno estava um "pouco pesado" devido à chuva dos últimos dias mas não em demasia o que proporcionou a que a bola rolasse no pelado de Beringel.

O treinador José Inverno optou pelo seguinte onze:
- José Cruz
- Marcos Parreira
- Dinis Ferro
- Renato Correia
- Nuno Correia
- André Pontes
- Miguel Ramos
- André Ramos
- Bruno Alvito
- Artur Mira
- Mauro Mira

No banco de suplentes estavam:
- André Taniça
- Nuno Julião
- Daniel Correia
- Pedro Veiga
- Paulo Amaro 
- Bernardo Xavier
- Valdemar Moisão

A primeira parte iniciou-se com maior ascendente da equipa da casa pois a equipa do São Matias aparecia algo tímida no jogo. No primeiro lance de visível perigo André Ramos, através de um livre directo em zona frontal, remata a baliza com a bola a embater num homem da barreira e com o guarda-redes adversário a tocar na bola mas a não impedir a sua entrada na baliza. Estava feito o primeiro golo da partida quando passava pouco dos 10 minutos de jogo.
O golo acordou a equipa do São Matias e retraiu um pouco a nossa equipa que pareceu acomodada com a vantagem inicial.
Depois deste momento o jogo foi bem disputado a meio-campo sem que nenhuma das equipas levasse a melhor.
No final da primeira parte, alguma displicência da defensiva Beringelense levou ao golo do empate. Miguel Ramos recebe um passe de risco e não consegue dar o melhor seguimento; recuperação de bola na zona central do meio campo do UDCB com o jogador do São Matias a desequilibrar a defensiva e a rematar para o fundo das redes. Intervalo no Campo dos Unidos e tudo empatado!!

Ao intervalo algumas alterações foram feitas e a nossa equipa entrou a todo o vapor. Festival de oportunidades falhadas pelo recém entrado Pedro Veiga que não conseguiu alvejar a baliza por diversas vezes e que fez pairar sobre o campo um desfecho tristonho. Pouco tempo depois o golo adversário viria a aparecer. Nova falha defensiva possibilitando ao jogador do São Matias "à 2ª" fazer estremecer as redes da baliza. Estava feito o 1-2 e o balde de água fria estava servido.
No entanto, este golo teve o mesmo efeito na equipa contrária e esta fechou-se no seu meio-campo e deu a iniciativa. Os nossos jogadores, mais com o coração do que com a cabeça diga-se, começaram a empurrar a equipa adversária o mais próximo da baliza possível. E foi através de uma jogada algo caricata que o reforço Daniel Correia em zona adiantada do terreno e servido pelo seu irmão faz o chapéu ao guarda-redes adversário com Mauro Mira no local e hora exactas a encostar para o fundo das redes. Empate no Campo dos Unidos e a nossa equipa voltou a acreditar; voltou a acreditar que era possível levar de vencida esta formação do São Matias. E já perto do apito final eis que surge o lance do jogo com Paulo Amaro em posição privilegiada do terreno ultrapassa um adversário e é derrubado dentro da grande área com o assistente a assinalar prontamente para a marca da grande penalidade. Encarregado de bater, Artur Mira coloca a bola no lado contrário ao do guarda-redes e estava feito o 3-2 final.

Homem do Jogo: Diogo Passanha (guarda-redes do São Matias) - Defendeu um sem número de oportunidades claras de golo e não fosse os 3 golos encaixados e teria sido o herói da partida.

Trio de Arbitragem: Jogo que se complicou a partir do meio da segunda parte com o árbitro a não conseguir segurar de todo o jogo. Algumas entradas mais violentas merecedoras de cartão amarelo. Alguns foras de jogos duvidosos tirados a ambas as equipas e também a grande penalidade pode ser um momento difícil de ajuizar. Serviços mínimos mas deve-se exigir mais rigor aos agentes de arbitragem.

Notas aos Jogadores:
- José Cruz - Podia ter feito mais nos lances dos golos mas demonstrou segurança e experiência
- Marcos Parreira - Boas incursões pela ala direita dando bastante profundidade ao flanco. Denotou algumas deficiências defensivas
- Dinis Ferro - Competente mas, por vezes, a adornar demasiado os lances.
- Renato Correia - Teve algumas falhas mas que não tiveram grande influência.
- Nuno Correia - Bastante participativo no jogo quer ofensivo quer defensivo.
- André Pontes - Jogador extremamente lutador mas pode e dever melhorar no poder de decisão.
- Miguel Ramos - Cumpriu a sua função de equilíbrio do meio-campo mas esteve uns furos abaixo daquilo que pode produzir em termos ofensivos.
- André Ramos - Deambulando entre a zona central do terreno possuiu 2 ou 3 incursões em que podia ter decidido melhor. Marcou de livre o primeiro golo.
- Bruno Alvito - Lutou bastante enquanto esteve em campo pois ajudou muito a defender mas pode ser mais perigoso perto da baliza adversária
- Artur Mira - Marcou o golo da vitória de penalty. Tentou muitas vezes fazer a ligação defesa/ataque mas nem sempre saiu bem.
- Mauro Mira - Disse presente no lance do segundo golo demonstrando possuir visão de jogo. Podia ter tentado o golo em outras situações.

Pedro Veiga - Várias oportunidades para marcar o golo mas sem a frieza necessária para o fazer.
Daniel Correia - Entrou para dar músculo à equipa.
Bernardo Xavier - Conseguiu equilibrar o meio-campo mas denotou falta de ritmo competitivo.
Paulo Amaro - Sofreu a falta que deu origem ao penalty. Não jogando na sua posição natural tentou fazer-se notar.
Valdemar Moisão - Entrou nos últimos minutos

Flash Interview com Artur Mira, marcador da grande penalidade que deu a vitória ao UDCB

video

Flash Interview com José Inverno, Treinador do UDCB, que abordou a partida.

video

O próximo jogo será fora frente à ao Mombeja!


quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Nuno Julião irá defender as cores do UDCB


Nome: Nuno Julião

Idade: 31
Posição: Defesa/Médio
Altura: 1.72 m
Peso: 88 Kg



Historial: Bairro da Conceição/ Penedo Gordo (Campeão Distrital Inatel)/Negrilhos/Alvorada



Primeiras Impressões do Clube: "Pareceu-me um clube organizado e bastante unido."
"

Expectativas para a época: " Quero chegar o mais longe possível como é óbvio. "



Palavras aos leitores do blogue e sócios do clube:
" Compareçam mais aos jogos para apoiar a equipa. Que não critiquem tanto e que se mostrem disponíveis para nos ajudar. "


É o quarto jogador apresentado aqui no blogue. "Batata", alcunha do jogador, é um jogador experiente e que irá com certeza ajudar na consolidação do grupo. Desejamos-lhe as maiores felicidades nesta nova etapa e que nos ajude nos objectivos a que nos propusemos

domingo, 18 de outubro de 2015

5º Jogo de Preparação - Faro do Alentejo 2 - 1 UDCB

Na tarde de ontem jogou-se, desta vez em Faro do Alentejo, um jogo amigável entre as duas equipas que tinham chegado à final do Torneio em Beringel com a formação do Faro a levar a melhor e a vencer por 1-0.

A equipa inicial escalada por José Inverno foi:

André Taniça; Marcos Parreira, Dinis Ferro, Renato Correia, Nuno Correia; André Pontes, Miguel Ramos, Manuel Fernandes; Bruno Alvito, João Merêncio, Fábio Acosta

Ao contrário da semana passada em que a equipa do Faro conseguiu dominar o jogo, neste jogo, a nossa equipa cedo demonstrou que a história seria diferente equilibrando mais o jogo. A primeira parte teve poucas ocasiões de golo pois o forte vento e alguma chuva impediu que os passes longos saíssem da forma desejada.
Na segunda parte, o Mister fez entrar Artur Mira e André Ramos e foi o Artur, perto dos 10 minutos desta metade, que conseguiu inaugurar o marcador através de um remate rasteiro cruzado. Este golo teve o condão de acordar um pouco a equipa da casa que através de uma bola parada ensaiou uma jogada de laboratório e conseguiu empatar a partida. Excelente execução por parte do Faro que demonstrou que este tipo de "pormenores" são importantes e podem resolver partidas.
Quando faltava talvez 15 minutos para o término da partida nova bola parada. Desta vez não de forma frontal mas sim descaída para o lado direito do ataque do Faro. O cruzamento é traiçoeiro entre a linha defensiva e o guarda-redes Pedro Veiga que "foi obrigado" a substituir André Taniça que se tinha lesionado minutos antes ao realizar uma espectacular defesa, com o recém-entrado jogador do Faro a desviar com a coxa para o fundo da baliza.

Resumindo foi um bom teste para os clubes que apresentaram muitas baixas quer por indisponibilidade quer por lesão. Resta apenas o próximo fim de semana para reunir "as tropas" pois no seguinte começa a doer! 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Campeonato Distrital da Inatel de Beja - Sorteio e Primeiras Jornadas

Decorreu na tarde de ontem o sorteio desta temporada do Campeonato da Inatel de Beja. Fique a conhecer o grupo onde a UDCB está inserida e as primeiras jornadas:

UDCB
Figueirense
Mombeja
Faro do Alentejo
São Matias
Jungeiros

1º Jornada - UDCB vs São Matias - 31 Outubro
2º Jornada - Mombeja vs UDCB - 7 Novembro

Nota: Este fim de semana a nossa equipa desloca-se a Faro do Alentejo para mais um amigável de preparação.

domingo, 11 de outubro de 2015

Faro do Alentejo vence Torneio

Decorreu na tarde de ontem, na Vila de Beringel, o torneio de futebol que serviu de apresentação do plantel 2015/2016 da U.D.C.B. Embora o tempo tenha estado cinzento com alguma chuva e vento, a afluência ao Campo dos Unidos foi bastante considerável o que proporcionou uma motivação extra a todos os jogadores que participaram no torneio.

Bancada do Campo dos Unidos bem composta

Após a apresentação individual dos jogadores deu-se inicio ao primeiro jogo do torneio: U.D.C.B. - Mombeja.


José Inverno fez alinhar de inicio:

- José Cruz (C); Marcos Parreira, Dinis Ferro, Renato Correia,  Nuno Correia; André Pontes, Miguel Ramos, Manuel Fernandes; Sérgio Reis, Fábio Acosta, Bruno Alvito

Neste primeiro jogo, sinal mais para a equipa organizadora do torneio que demonstrou maior capacidade física e mais posse de bola o que lhes permitiu registar alguns lances ofensivos de boa qualidade pecando apenas na finalização. A equipa do Mombeja, apenas em jogo directo, conseguia chegar próximo da baliza da U.D.C.B. aproveitando a altura do seu ponta-de-lança para ganhar os duelos aéreos e servir os seus companheiros nas costas. "Ganso" ainda possuiu um livre directo junto à grande área mas acabou por enviar a bola por cima da baliza defendida por José Cruz.
O primeiro golo deste torneio surge através de um livre lateral, descaído sobre a esquerda do ataque Beringelense mas ainda distante do alvo desejado. Nuno Correia, no entanto, não se fez rogado e num cruzamento/remate extremamente traiçoeiro acabou por marcar o golo. A abordagem do guarda-redes ao lance demonstrou falhas ao nível do posicionamento entre os postes.
Pouco tempo depois, o Mister José fez as primeiras alterações no jogo e com as entradas de Cláudio, André Ramos e Mauro Mira a equipa tornou-se mais perigosa na medida em que conseguiu concluir com sucesso uma belo lance de ataque organizado finalizado por Cláudio Ramos após cruzamento com "conta, peso e medida" de Mauro Mira, sobre a direita.

Mauro Mira (à direita) a ser cumprimentado por João Merêncio

Cláudio Ramos a sorrir para os companheiros de equipa

O resultado poderia ter sido dilatado não fosse a excessiva confiança de André Ramos em zona privilegiada, sem oposição, permitiu a defesa do guarda-redes quando tinha tudo para fazer melhor. 

Na segunda partida deste torneio o Faro do Alentejo conseguiu levar a melhor sobre o São Matias e acabou por vencer por uma bola a zero. Destaque para a equipa proveniente do concelho de Cuba que apresentou vários jogadores Ex. Sporting Cuba, como por exemplo, António Jorge, Ricardo Vargas, Jacinto Gatinho ou Hugo Baltazar demonstrando que a aposta este ano será forte na conquista do Campeonato da Inatel. Uma pequena nota para a expulsão perdoada a José Borracha, guarda-redes do Faro do Alentejo, que fora da área, toca a bola deliberadamente com a mão para impedir o golo adversário. O árbitro perdoou em nome do bom espectáculo mas deveria ter sido expulso na mesma pois poderia ter influência no decorrer do jogo a equipa estar com menos um elemento.


São Matias - Faro do Alentejo, lance onde José Borracha deveria ter sido expulso

No terceiro jogo, apuramento do 3º e 4 lugar, Mombeja e São Matias colocaram todas as armas em campo e foi o Mombeja o primeiro a marcar através de um lance caricato, com intenção e alguma sorte à mistura. O Guarda-Redes do São Matias bate mal a bola que não chega à linha do meio-campo com o jogador do Mombeja, sem preparação e em resposta, remata e acaba por conseguir o golo.
O São Matias sentiu-se injustiçado pela má sorte e foi à procura do empate que acabou por conseguir de forma natural pois estava a ser sempre a equipa mais perigosa. Já perto do fim e quando todos os espectadores esperavam pelos penaltis, último lance da partida com "Lixa" a desperdiçar de forma incrível aquele que seria o golo da vitória para a equipa do São Matias.

Chegava então a final do torneio, o jogo que todos os espectadores presentes no Campo dos Unidos queriam ver e o jogo que ambas as equipas ansiavam por disputar. A nossa equipa entrou para este jogo com o seguinte onze inicial:

- André Taniça; César Santos, Dinis Ferro, André Pontes, Nuno Correia; Miguel Ramos, Nuno Julião, André Ramos; Artur Mira, Mauro Mira, Cláudio Ramos

Entrada das equipas para o jogo da final do torneio

As equipas estudaram-se mutuamente durante os jogos anteriores o que fez com que esta partida fosse muito táctica e disputada a meio-campo. Quando a bola ultrapassava esta zona as defesas iam-se sobrepondo aos elementos ofensivos com especial destaque para São Braz pelo Faro e de André Pontes pela U.D.C.B.
Contudo, os elementos mais experientes "noutras andanças" por vezes fazem a diferença e, desta vez, não foi excepção pois aos poucos o Faro foi criando o seu ascendente no jogo que culminou no golo forasteiro. Bola sobre a esquerda, uma boa combinação dois para um com o cruzamento a ser efectuado e o avançado do Faro do Alentejo solto no coração da ar introduz a bola na baliza com um bom golpe de cabeça.
Referir que anteriormente André Taniça já tinha realizado 2/3 excelentes defesas em outras tantas tentativas.
A nossa equipa não baixou os braços mas nunca conseguiu chegar com real perigo à baliza adversária.

Jogos e Resultados:
Meia Final - U.D.C.B. 2 - 0 Mombeja
Meia Final - São Matias 0 - 1 Faro do Alentejo
3º/4º Lugar - Mombeja 1 - 1 São Matias (3-4 após grandes penalidades)
Final - U.D.C.B. 0 - 1 Faro do Alentejo

Parabéns ao Faro do Alentejo pela conquista do Torneio. Parabéns à Direção da U.D.C.B. pela organização do Torneio e pela bela tarde que proporcionaram a todos os que se deslocaram ao Campo dos Unidos. Uma tarde competitiva de futebol mas sobretudo de grande convívio entre todos.
Um obrigado também ao trio de arbitragem pelo trabalho realizado.

Representantes das equipas presentes no torneio com uma pequena lembrança


segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Bruno Alvito reforça U.D.C.B.

Nome: Bruno Alvito
Idade: 24
Posição: Extremo
Altura: 1.75 m
Peso: 74 Kg

Historial: Desp. Beja / Negrilhos / Penedo Gordo

Primeiras Impressões do Clube: " É um clube onde as pessoas se mostram bastante unidas e é bom ter pessoas por perto que gostam de nós."

Expectativas para a época: " Espero ir o mais longe possível no campeonato com este clube. "

Palavras aos leitores do blogue e sócios do clube: " Quero apelar aos sócios e simpatizantes para acreditarem nestes jogadores, neste grupo e no nosso treinador. "


É o 3º reforço do clube para esta temporada. Apesar de jovem, apenas tem 24 anos, é um jogador com formação e que já se sagrou Campeão Distrital da Inatel pelo Penedo Gordo.

O blogue deseja-se toda a sorte para esta nova etapa da sua carreira desportiva.

sábado, 3 de outubro de 2015

4º Jogo de Preparação - Cabeça Gorda 1 - 1 U.D.C. Beringelense

Decorreu esta tarde na Cabeça Gorda, num belo campo sintético, mais um jogo de preparação da nossa equipa. Desta vez, o sol escondeu-se o que fez com que não estivesse tanto calor como nos outros jogos realizados até aqui.

Este jogo serviu também para a equipa da casa se apresentar aos seus associados. Irá disputar a 2ª Divisão Distrital após recusar o convite da AFB em permanecer no escalão superior por desistência de outras formações.

O Mister José Inverno fez alinhar de inicio:

- José Cruz; Marcos Parreira, André Pontes, Dinis Ferro, Renato Correia; Miguel Ramos, Paulo Alacrau, Manuel Fernandes; Duarte Pelado, João Merêncio, Fábio Acosta

No banco de suplentes estavam:

- André Taniça, Diogo Ferro, Bruno Alvito, Luís Fialho, Artur Mira, Bernardo Xavier, César, Cláudio Ramos, João Pinto, Vítor Mira, Pedro Veiga

O jogo começou algo "atabalhoado" com muita luta a meio campo e algumas entradas mais duras que, em jogo a doer, seriam admoestadas disciplinarmente com cartões amarelos. A história desta parte resumia-se a 30/40 metros de terreno de jogo tal não era a igualdade observada nas duas equipas.
Porém, perto da meia hora, um corte defeituoso de Marcos Parreira na luta com o seu oponente directo permitiu a outro adversário lançar um colega nas costas; André Pontes teve de sair da zona central da defensiva para interceptar o lance, mas no entanto, chegou um pouco tarde e o cruzamento saiu para a zona da grande penalidade com Kiko Ragageles a marcar o primeiro golo da partida, também ele livre de marcação.
A supremacia das defensivas em relação aos atacantes ficou assim desfeita demonstrando que os erros pagam-se caro mesmo no futebol amador.
O Mister lançou novos elementos para o terreno de jogo nomeadamente o Diogo Ferro, Bernardo Xavier e Pedro Veiga. A equipa conseguiu equilibrar-se e foi este último jogador que descaído sobre a direita consegue escapar ao seu adversário e sobre a linha de fundo cruza rasteiro para Fábio Acosta que com um ligeiro movimento se antecipou ao defesa e empatou a partida. O guarda-redes adversário ainda tocou na bola mas foi insuficiente. Pouco tempo depois o árbitro deu por terminada a primeira parte.

No segundo tempo, e como vem sendo hábito, mudou "meia equipa" mas não alterou muito o rumo do jogo. Futebol de garra e muita vontade de parte a parte mas com poucos lances de perigo em ataque organizado. 
Apenas em lançamentos longos o perigo espreitava ambas as balizas mas os guarda-redes e alguma ineficácia dos avançados fizeram com que o jogo não se alterasse. O Duarte Pelado, que saiu lesionado, teve por duas ocasiões, o golo nos pés: na primeira, isolado podia e devia ter feito muito melhor mas deslumbrou-se de tal forma que executou um "chapéu" muito por cima da baliza; na segunda ocasião em zona frontal perto da grande área realiza um potente remate com o guarda-redes do Cabeça Gorda a responder com a defesa da tarde.
O Cabeça Gorda tentou até final conseguir o golo da vitória mas já com pouco discernimento no último terço do campo não conseguia alvejar a baliza defendida nesta segunda parte por André Taniça.

Resta-nos agradecer ao Cabeça Gorda pelo convite para o seu jogo de apresentação e desejar-lhes as melhores felicidades para esta temporada.

Nota também para o desejo que não seja nada de grave, a lesão do Duarte. Recupera e volta ainda mais forte!!

No próximo fim de semana o futebol regressará a Beringel. O cartaz e todas as informações serão aqui postadas assim que possível.