quinta-feira, 6 de julho de 2017

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Assembleia Geral do UDCB

Realiza-se esta noite pelas 21:30 a Assembleia Geral do UDCB para os novos Corpos Gerentes 2017/2018.


segunda-feira, 3 de abril de 2017

Época 2016/2017 - Análise

Terminou a época desportiva 2016/2017 em relação ao futebol e é tempo de fazer um balanço. Aqui ficam algumas estatísticas:

- 20 jogos oficiais (14 jogos na 1º Fase e 6 jogos na 2º Fase);
- 12 vitórias, 3 empates e 5 derrotas;
- Apenas perdeu 1 jogo em casa na presente temporada frente ao Louredense;
- 44 golos marcados (38 golos na 1º Fase e 6 golos na 2º Fase); 
- 18 golos sofridos (13 golos na 1º Fase e 5 golos na 2º Fase);
- Melhor Marcador da equipa: Duarte Pelado - 18 golos;

Temporada positiva do nosso clube que embora as suas limitações vem a lutar para aumentar o nível de ano para ano. 
Parabéns a todos os intervenientes e até para o ano!

Trail de Serpa

No passado dia 1 de Abril os nossos atletas realizaram mais uma prova desta vez em Serpa.

João Baião - 9º geral e 3º no escalão


Ana Militao - 47º geral e 3º no escalão


domingo, 2 de abril de 2017

2º Fase 6º Jornada: UDCB 2 - 0 Santa Luzia

Data: 1 Abril 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo dos Unidos, Beringel
Tempo: Céu Pouco Nublado, 21ºC

Onze Inicial: José Cruz; João Pica, André Ramos, Afonso Santos, Bruno Alvito; Miguel Ramos (c), Dinis Ferro, Bernardo Xavier, André Pontes; Fábio Acosta, Duarte Pelado
Suplentes: Daniel Raposo, Luís Rodrigues, Mihai Gaal, Nuno Grazina

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 2 - 0 (Luis Rodrigues e Bernardo Xavier)


Na partida que encerrou a participação das duas equipas nesta temporada, o Santa Luzia apareceu apenas com 10 elementos em campo. Talvez por ser o último jogo e para cumprir calendário a nossa equipa também não esteve bem realizando um dos jogos menos conseguidos da época.
A primeira parte foi fraca mas o adversário mesmo reduzido a 10 demonstrava melhor qualidade no seu futebol que o UDCB. A nossa equipa falhou muitos passes e esteve demasiado afunilada no terreno de jogo sendo que poderia ter aproveitado a superioridade numérica para pressionar mais e melhor e para causar maiores problemas à equipa do Santa Luzia.
Uma das raras oportunidades de golo desta primeira parte surgiu pelo inevitável Duarte Pelado que recebeu orientado com o peito e rematou com a bola a bater no poste.


Para a segunda metade esperava-se mais do UDCB e aos poucos a nossa equipa foi-se superiorizando. O recém-entrado Luís Rodrigues desbloqueou o resultado ao aproveitar uma bola que lhe sobrou ao 2º poste após cruzamento sobre a direita. Fez o seu primeiro golo com a camisola do UDCB.
O Santa Luzia, mesmo reduzido a 10 unidades, conseguia sair a jogar com alguma qualidade e por duas vezes pôs à prova José Cruz que defendeu tudo o que havia para defender.
O segundo golo da partida foi da autoria de Bernardo Xavier com um espectacular remate de fora da área sem hipótese para o guardião contrário. Golo que o Bernardo já vinha a merecer embora neste jogo as coisas não lhe estivessem a correr de feição.
Até ao final da partida nota ainda para uma oportunidade clara da equipa forasteira mas novamente José Cruz no 1 para 1 levou a melhor sobre Carlos Dias, jogador em destaque nesta partida.


Melhor em Campo: Carlos Dias - Jogador com boa capacidade física. Encheu o campo ao longo de todo o jogo com bons pormenores técnicos. Teve ainda uma oportunidade flagrante que acabou por desperdiçar.

Trio de Arbitragem (0-5): Nota 4 do mesmo trio de arbitragem que realizou o jogo em Santa Luzia mas por incrível que pareça estiveram quase sempre bem. 

A época terminou para a nossa equipa. 

Foi uma boa época e num próximo post iremos analisar algumas estatísticas da equipa.

segunda-feira, 27 de março de 2017

2º Fase 5º Jornada: Alvaladense 1 - 0 UDCB

Data: 25 Março 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo de Jogos, Alvalade
Tempo: Céu Pouco Nublado, 18ºC

Onze Inicial: José Cruz; João Pica, Cláudio Ramos (c), Afonso Santos, Mihai Gaal; André Ramos, Dinis Ferro, Miguel Ramos; David Carvalho, Fábio Acosta, Duarte Pelado


Suplentes: Daniel Raposo, André Serrano, Luís Rodrigues

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 1 - 0 


O UDCB até entrou melhor na partida sendo que conseguiu encostar, nos minutos iniciais, o Alvaladense ao seu meio-campo mas as ocasiões de golo eram escassas e sem grande perigo.
Pouco tempo depois o jogo começou a tornar-se naquilo que seria quase todo o encontro: muita luta a meio-campo, muitas faltas e consequentes interrupções. Aliado a isto, fazia-se sentir um forte vento lateral que também poderá ter prejudicado a prática do futebol.
Sensivelmente quando faltavam 5 minutos para o intervalo Afonso Santos executa defeituosamente uma bola parada e a bola acaba nos pés de um jogador do Alvaladense que desmarcou um dos seus avançados que apanhando a defesa em contra pé fez um bom golo de chapéu não dando a mínima hipótese a José Cruz.


Na 2º parte, entrou Luis Rodrigues para o lugar de David Carvalho e o UDCB voltou a entrar melhor e num lance confuso Duarte Pelado aproveitou uma desatenção dos homens da equipa da casa e rematou para dentro da baliza. O árbitro, Manuel Lisboa, invalidou o lance por o Duarte supostamente ter empurrado um dos jogadores.
Após este lance o jogo regressou à luta intensa a meio-campo sendo que próximo do final da partida o Alvaladense poderia ter aumentado a vantagem e terminado com o jogo pois o UDCB tentava à todo o custo empatar a partida e deixou por diversas vezes a sua defensiva descompensada.


Melhor em Campo: André Jordão - Marcou o golo que deu a vitória à sua equipa. Um bom golo.

Trio de Arbitragem (0-5): Nota 3, boa arbitragem apesar do fiscal de linha do lado da claque ter uma série de decisões que nos parecem erradas inclusive com o árbitro principal a ter de corrigi-lo duas ou três vezes.

Jogo nem sempre bem jogado e de muita luta e capacidade de sofrimento. O Alvaladense conseguiu a vitória e os nossos parabéns.

Na próxima partida o futebol regressa a Beringel para a última partida da temporada.

domingo, 19 de março de 2017

2º Fase 4º Jornada: UDCB 1 - 2 Louredense

Data: 18 Março 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo dos Unidos
Tempo: Céu Limpo, 23ºC

Onze Inicial: Daniel Raposo; Bruno Alvito, Afonso Santos, André Ramos (c), Mihai Gaal; Miguel Ramos, Dins Ferro, André Pontes, Bernardo Xavier; Fábio Acosta, Duarte Pelado

Suplentes: José Cruz, Luis Rodrigues, David Carvalho, Nuno Correia

Treinador: André Serrano

Resultado Final: 1 - 2 (Duarte Pelado)


Jogo que se previa de grandes emoções pois o Louredense poderia carimbar a sua passagem para as meias-finais. Já para o UDCB só a vitória interessava para continuar a dar esperança. O mister Francisco Rosa esteve ausente por motivos pessoais e coube ao seu adjunto André Serrano comandar a equipa nesta partida.
A primeira parte iniciou-se bastante morna pois o jogo era sobretudo disputado a meio-campo mas a entre-ajuda entre os jogadores do UDCB no momento da pressão sobre o portador da bola demonstrava que a equipa estava melhor que o adversário.
Sensivelmente a meio da primeira parte surge o primeiro golo da partida através da conversão de uma grande penalidade por Duarte Pelado. Contudo, Jacinto Gatinho foi perdoado pelo árbitro principal que lhe mostrou apenas cartolina amarela quando deveria ser expulso pois o Duarte encontrava-se isolado perante o guarda-redes.
Na resposta, canto do Louredense com Hugo Baltazar nas alturas a cabecear para excelente defesa de Daniel Raposo que disse presente. O Louredense não conseguia chegar em ataque organizado à nossa área e por isso apostava nas bolas paradas para tentar alvejar a nossa baliza.
Sob o intervalo livre frontal para o Louredense e o mesmo jogador, Hugo, encarregou-se de bater forte com a bola a embater nos ferros exteriores da baliza dando a sensação que teria sido na barra. O árbitro terminou de imediato esta primeira parte mas surgiu desde logo um burburinho e pressão sobre o mesmo por parte dos homens do Louredense que afirmavam que a bola teria embatido na barra e posteriormente introduzida na baliza por um jogador do Louredense. O árbitro convicto do que viu mandou todos os intervenientes arrefecerem ideias para o balneário.


Para a segunda parte o treinador adversário realizou uma substituição que viria a verificar-se essencial no decorrer da partida e consequentemente do resultado. "Marega", assim o apelidam, não precisou de muito tempo para na meia esquerda do ataque Louredense flectir para dentro e num cruzamento venenoso acabou por introduzir a bola dentro da baliza sem que ninguém lhe tocasse. Lance infeliz para a nossa equipa mas que acaba por premiar a irreverência do recém entrado "Marega".
O empate tão cedo nesta segunda metade deixou os jogadores do UDCB um pouco cabisbaixos e deu novo ânimo ao adversário. No entanto, o jogo foi-se prolongando sem grandes acontecimentos importantes a relatar até que novamente "Marega" desbloqueou novamente a partida a favor do Louredense soltando-se por duas vezes do seu opositor directo e chegando à área do UDCB passa rasteiro para Luís Viana, regressado de lesão, que na passada remata sem hipótese para Daniel Raposo.
Este golo fez explodir as gentes de Santa Clara do Louredo que se deslocaram ao Campo dos Unidos mas com alguns exageros. Picardias desnecessárias entre adeptos que em nada abonam a favor do que é um jogo de futebol.
Minutos depois o árbitro dá o jogo por encerrado com o resultado final a fixar-se num 1-2.



Melhor em Campo: "Marega" - Um golo e uma assistência. Embora só tenha participado na 2º parte mexeu com o jogo e foi sempre um perigo à solta no ataque do Louredense.

Trio de Arbitragem (0-5):
 Nota 3, a nota até poderia ser melhor não fosse o erro crasso de não ter expulsado o jogador do Louredense no lance da grande penalidade. Sabe-se lá como seria o desenrolar do jogo. Contudo, fez uma exibição regular conseguindo manter uma postura calma e correcta ao longo da partida.

Resultado que poderá ter ditado o adeus à próxima fase. O Louredense marcou por duas vezes e o UDCB apenas conseguiu uma e por isso os nosso parabéns ao adversário.

A próxima partida será em Alvalade no próximo fim de semana. O cartaz da partida será colocado no blog assim que possível.

domingo, 12 de março de 2017

2º Fase 3º Jornada: Santa Luzia 1 - 1 UDCB

Data: 11 Março 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Estádio das Alegrias, Santa Luzia
Tempo: Céu Pouco Nublado, 19ºC

Onze Inicial: José Cruz; Bruno Alvito, Afonso Santos, André Ramos (c), André Pontes; Miguel Ramos, Dins Ferro, Mihai Gaal, Fábio Acosta; Duarte Pelado, David Carvalho

Suplentes: Daniel Raposo, Luis Rodrigues, Bruno Lampreia, Diogo Ferro, Cláudio Ramos

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 1 - 1 (Dinis Ferro)


Primeira parte de muita luta entre os jogadores com a primeira oportunidade de perigo para os homens da casa com o experiente capitão Tonico a enviar a bola por cima da barra em posição privilegiada. Na resposta Duarte Pelado numa das suas incursões pela meia esquerda remata cruzado com a bola a passar ao lado do poste.
Após estes dois lances o jogo acalmou um pouco mas tendo em conta o pequeno tamanho do recinto desportivo, a qualquer momento poderia haver um lance de perigo através de uma bola parada ou até mesmo após um corte de um defensor.
Num lance fortuito desses o mesmo jogador Tonico aborda o lance de forma deficiente e o Duarte roubando-lhe a bola, posicionou-se na sua frente mas foi agarrado. Lance para cartão vermelho que o árbitro apenas considerou ser cartão amarelo.
O primeiro golo da partida surge após um remate de belo efeito de fora da área por Dinis Ferro após ser servido por Miguel Ramos.
O Santa Luzia tentava responder para não ir com a desvantagem para o intervalo mas nem sempre da melhor forma e o resultado fixou-se num 0-1 ao intervalo.


No recomeço da partida o Santa Luzia realizou uma alteração e o UDCB reentrou com o mesmo onze. No entanto, pouco tempo depois o Mister decidiu realizar duas substituições com pouco tempo de intervalo fazendo entrar Diogo Ferro e Cláudio Ramos para os lugares de Mihai Gaal e David Carvalho.
A equipa pareceu ficar melhor com estas entradas e equilibrou novamente o jogo sendo que dispôs de várias ocasiões para dilatar a vantagem. Todavia, as tentativas da equipa esbarravam no "senhor" fiscal de linha que assinalou um número incrível de foras de jogo consecutivos e ainda anulou um golo totalmente válido de Diogo Ferro por suposta falta sobre o guarda-redes quando apenas ganhou o ressalto na disputa de bola no terreno de jogo.
Lance chave da partida e que daria sem dúvida outro conforto à equipa. E como estava destinado não se levar os 3 pontos de Santa Luzia, o golo do empate surgiu minutos depois, após uma abordagem menos conseguida da nossa defensiva com o jogador do Santa Luzia a rematar para a baliza e a realizar algo semelhante a um chapéu.
A última oportunidade flagrante de golo pertenceu à nossa equipa mas Cláudio Ramos na cara do guarda-redes não deu o melhor seguimento a um lance onde uma falha do defesa do Santa Luzia poderia deitar tudo a perder.
Antes do término da partida lance à entrada da área do UDCB com André Pontes a derrubar o jogador adversário que seguia isolado. O árbitro, felizmente, manteve o critério e apenas mostrou o cartão amarelo.
O jogo terminou minutos depois com a repartição de pontos entre as equipas.


Melhor em Campo: Tonico - Incrível a competência deste experiente jogador (42 anos) que passou por quase todas as posições de campo ao longo da partida iniciando a defesa central e terminando a médio ofensivo/avançado. Motivou os seus colegas, fez jogar a sua equipa e ainda pôs em sentido aqueles que lhe ousassem diminuir a sua autoridade em campo.

Trio de Arbitragem (0-5):
 Nota 1. 
Ainda mal o jogo tinha começado já se ouvia elementos do Santa Luzia com o respectivo colete de "segurança" a prever aquilo que seria esta arbitragem que foi no mínimo vergonhosa pois já conheciam os senhores do apito e entre eles relembravam arbitragens passadas.
Vejamos: jogo da 2ª fase do campeonato entre o finalista do ano passado (Santa Luzia) e o UDCB que aspira como qualquer outra equipa nesta fase a chegar às meias finais e as pessoas competentes da entidade INATEL enviam um trio de arbitragem que, com o pouco respeito que merecem e já vão perceber porquê, são velhos, barrigudos e um ainda é coxo.
Bom mas passando à frente, quem diria que quem se "safou" melhor foi o fiscal de linha barrigudo e coxo que embora um erro aqui e acolá passou despercebido. O árbitro principal conseguiu estar mais em jogo do que devia dado o seu corpo volumoso e pouco móvel pois ainda levou com 2 ou 3 boladas que não fizeram mossa, claro! Fora isso, limitou-se a ir atrás dos seus companheiros - entenda-se: a errar.
Por fim, o fiscal de linha do lado dos bancos de suplentes que demonstrou ser um velho com uma arrogância e gestos típicos de um total imbecil que abusa da sua autoridade mandando calar tudo e todos quando confrontado com as suas asneiras de minuto a minuto "obrigando" ainda o seu companheiro a mostrar amarelos aos jogadores por lhe perguntarem o que ele tinha assinalado.
Não me admira portanto, que num futuro próximo, um doido varrido qualquer se sinta tremendamente injustiçado e dê 2 pêras neste senhor. E seriam bem dadas.

Perante esta mini-história circense resta-nos desejar boa sorte ao Santa Luzia que jogou com as suas armas. O resultado não é bom para as duas equipas pois diminui as hipóteses de uma classificação que permita chegar ao objectivo das meias finais.

No próximo fim de semana o UDCB recebe o Louredense para a 2ª volta do Campeonato. Até lá!

PS: As fotos serão colocadas aqui quando for possível.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Quotas 2017

Serve o presente post para informar todos os sócios que já se encontram disponíveis para pagamento as quotas referentes ao ano 2017 na Sede do UDCB.

terça-feira, 7 de março de 2017

2º Fase 3º Jornada: Santa Luzia - UDCB


Trail de Mértola - Classificações

Trail Longo - 24 KM

João Baião, 9º na Geral e 4º no seu escalão
Óscar Oliveira, 20º na Geral e 7º no escalão
Gabriel Guerreiro, 60º na Geral e 4º no escalão

Trail Curto - 12 KM

Ana Militão, 10º na Geral e 2º no escalão
Paulo Veiga, 70º na Geral e 5º no escalão

Caminhada
Mariana Sousa

domingo, 5 de março de 2017

2º Fase 2º Jornada: UDCB 2 - 0 Alvaladense

Data: 4 Março 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo dos Unidos, Beringel
Tempo: Céu Pouco Nublado, 16ºC

Onze Inicial: José Cruz; Bruno Alvito, Afonso Santos, André Ramos (c), João Pica; Miguel Ramos, Bernardo Xavier, Mihai Gaal, Fábio Acosta; Duarte Pelado, 
Iulian Toma

Suplentes: Daniel Raposo, Luis Rodrigues, David Carvalho

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 2-0 (Iulian Toma e Duarte Pelado)


Partida relativa à 2ª jornada da competição e onde a expectativa era a de uma vitória em casa. No entanto, o elevado número de baixas não fazia prever um encontro fácil pois com todo o grupo disponível seria mais fácil para todos.
A equipa técnica sentiu a necessidade de alterar alguns aspectos e um ou outro jogador para que a equipa continuasse competitiva e equilibrada. No entanto, na primeira parte a equipa não esteve particularmente feliz e o adversário apresentou-se um pouco superior nos instantes iniciais. Os homens vindos de Alvalade pressionavam na primeira fase de construção Beringelense o que fazia com que os nossos defesas batessem muitas vezes na frente sem grande nexo.
O árbitro também se demonstrou receoso com o jogo ao mostrar muitos cartões amarelos nas suas primeiras intervenções para ambos os lados o que condicionou de certa forma a abordagem dos jogadores admoestados. 
A única oportunidade clara de golo foi para os forasteiros mas José Cruz disse "Presente" num momento chave do jogo ao anular o remate do avançado do Alvaladense já no limite na grande área.



Para a segunda parte esperava-se mais da equipa da casa pois não podia desperdiçar este jogo para amealhar 3 preciosos pontos na corrida ao seu objectivo de alcançar as meias-finais. O Alvaladense continuava pressionante e combativo com vários duelos acesos a meio-campo que deram várias vezes faísca entre os jogadores.
As defesas iam-se superiorizando aos ataques até que perto do minuto 15 a bola é recuperada a meio-campo, Fábio Acosta solta-se de marcação na esquerda e lança a bola para as costas da defensiva contrária onde Iulian Toma. pressionado mas cheio de oportunidade, cabeceia para realizar um chapéu ao guarda-redes. Primeira explosão de alegria no Campo dos Unidos!
Esperava-se agora que o jogo tomasse outras proporções e o Alvadense carregasse para igualar a partida mas o que se veio a verificar foi o dilatar da vantagem pouco tempo depois. Talvez ainda um pouco abalado com este primeiro golo o adversário já não estava tão lesto nas suas acções e o segundo golo acaba por surgir com uma excelente triangulação entre Duarte Pelado e Bernardo Xavier à entrada da área com o Duarte Pelado a desviar à saída do guarda-redes fazendo assim o 2-0.
Até final, apenas nota para nova defesa de José Cruz num lance onde o Alvaladense poderia ter reduzido e dado assim novo alento à sua equipa.



Melhor em Campo: João Pica - Este jovem jogador tem vindo a subir de forma nos últimos encontros e nesta partida foi um dos jogadores em destaque da equipa com variadíssimas incursões pelo seu flanco (esquerdo) mas nunca descurando o aspecto defensivo no qual também nunca foi batido.

Trio de Arbitragem (0-5):
 Nota 3, embora alguns elementos do Alvaladense tenham demonstrado o seu desagrado perante a actuação do juiz principal não vejo, sinceramente, motivo para tal. O árbitro mostrou muito cedo os cartões amarelos, os dois primeiros até para jogadores do UDCB, mas tentou manter o critério até final. Perdoou uma expulsão ao UDCB mas também fechou os olhos em alguns lances mais duros por parte dos jogadores do Alvaladense.

Jogo difícil mas com objectivo cumprido. A equipa demonstrou grande capacidade de luta e sofrimento até ao fim e certamente será um jogo para não esquecer até final da prova. O adversário demonstrou que em sua casa quererá fazer a sua história e será um jogo muito complicado.

O adversário teve o apoio da sua claque com um número bastante razoável de elementos que deram uma nova emoção à partida. 

Nós, UDCB, agradecemos à massa associativa que se deslocou ao Campo dos Unidos e nos ajudou a conquistar mais uma vitória. Prometemos empenho e dedicação até ao fim da competição.

Próximo fim de semana o jogo será em Santa Luzia frente à única equipa que ainda não pontuou no grupo B desta fase!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

2º Fase 1º Jornada: Louredense 1 - 0 UDCB

Data: 25 Fevereiro 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo de Jogos José Cardador, Santa Clara do Louredo
Tempo: Céu Pouco Nublado, 15ºC

Onze Inicial: Daniel Raposo; Bruno Alvito, André Pontes, André Ramos, João Pica; Dinis Ferro, Bernardo Xavier, Iulian Toma; Fábio Acosta, Duarte Pelado, Cláudio Ramos (c)

Suplentes: José Cruz, Luis Rodrigues, Mihai Gaal, Miguel Ramos

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 1 - 0 (Hugo Páscoa)


As duas partes do encontro foram em tudo semelhantes: pobres, com pouco futebol e muita luta. Ambas as equipas entraram talvez receosas uma da outra e por isso não explanaram o seu melhor futebol. O UDCB entrou no jogo com alguma cautela a perceber como iria correr os primeiros instantes. Por outro lado, o Louredense tentava conseguir o domínio do encontro mas de forma muito lenta e denunciada. 
Não houveram grandes oportunidades de perigo ao longo de todo o jogo. As bolas paradas serviam para ou tentar alvejar a baliza ou bombear para a área à procura de um desvio para a baliza.


O Louredense teve um golo anulado por fora de jogo sensivelmente a meio da 2º parte onde a lenta sinalização do fiscal faz com que hajam algumas dúvidas.
O único golo do encontro surgiu quando restavam 15 minutos para o término da partida e foi marcado por Hugo Páscoa numa sobra bem aproveitada pelo capitão do Louredense.
O jogo terminou pouco depois sem mais nada a apontar.


Melhor em Campo: Hugo Páscoa - Difícil mencionar o melhor homem em campo visto que o jogo não foi bom de todo. Contudo, o Hugo marcou o golo da vitória da sua equipa.

Trio de Arbitragem (0-5): Nota 3, arbitragem tranquila num jogo onde não houve muitos lances polémicos. Poderia ter mostrado mais alguns cartões amarelos mas conseguiu controlar a partida sem sobressaltos.

Jogo pobre para primeiro jogo da 2ª Fase de Apuramento de Campeão. Os adeptos presentes no Campo de Jogos José Cardador certamente esperavam um jogo mais emotivo e apenas os adeptos da equipa da casa devem ter ficado satisfeitos pelos 3 pontos conquistados.

Próximo fim de semana o UDCB irá receber o Alvaladense no Campo dos Unidos.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Campeonato Distrital Corta Mato Alvito

Infantis Masculinos

13º - Pedro Pinheiro

Iniciados Masculinos

9º - Afonso Montinhos
10º - Pedro Baixa

Juvenis Masculinos

2º - Henrique Montinhos
3º - Ricardo Serrano

Veteranos Femininos V40

3º - Anabela Estácio

Veteranos Femininos V45

1º - Filomena Carvalho

Veteranos Feminos V50

1º - Ana Militão
2º - Maria Mestre
3º - Maria Pontes

Veteranos Masculinos V45

3º - João Baião

Veteranos Masculinos V50

3º - Paulo Veiga

Veteranos Masculinos V55

6º - Jorge Pereira

Corta Mato 4.000 M
Veteranos Femininos
1º - UDCB

Geral por Equipas
4º - UDCB



Referir ainda que a atleta Ana Militão no domingo no trail de Santa Iria em Serpa conseguiu o 2º lugar no seu escalão, VF50.

Análise aos Adversários - Grupo B

Louredense

Clube com grande tradição no Campeonato da Inatel. Possui sempre equipas acima da média, organizadas e aguerridas. Este ano parecem querer voltar ao título dado os reforços que conseguiram, alguns deles de grande valor e campeões o ano passado pelo Faro do Alentejo.
Na 1º Fase conseguiram um impressionante registo de 11 vitórias, 1 empate e duas derrotas sendo que apenas foram derrotados na casa da Trindade (2º classificado do grupo) e na última jornada e quando o título de Campeão de Série já não lhes fugia.
Marcaram 40 golos e apenas sofreram 8 nos 14 jogos disputados.
Irão querer segurar o 1º lugar o mais rápido possível.

Alvaladense

Outra equipa do grupo B da 1º Fase e que contou apenas com uma derrota em toda a 1º Fase curiosamente na 2º jornada frente ao Louredense. Desde então nunca mais perdeu sendo que conseguiu arrancar dois empates ao 2º classificado Trindade (1-1, fora e 0-0, casa) e ainda foi ao terreno do Louredense empatar a duas bolas.
Trata-se assim de uma equipa constituida por alguns jogadores experientes (entenda-se 30+ anos)  e uma mescla de juventude a que se associa sempre irreverência e que será um osso duro de roer quer em casa quer fora tendo apontado 28 golos (16 em casa e 12 fora) e sofrido 11.

Santa Luzia

Finalista vencido da última edição do Campeonato de Inatel perante o Faro do Alentejo e curiosamente no Campo dos Unidos em Beringel. Espera-se que a história continue e que não sejam felizes em Beringel. Conseguiu o 2º lugar no seu grupo (D) fruto de 8 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. 3 destas derrotas foram fora de casa e onde sofreram sempre 3 ou mais golos. Daí percebe-se o porquê de terem 21 golos marcados e 19 sofridos, pois apenas em 3 jogos conseguiram não sofrer golos. São uma equipa que consegue marcar golos mas que tem o seu ponto fraco, a defesa.

Espera-se que o UDCB consiga ultrapassar esta difícil fase onde irá encontrar adversários distintos mas todos eles perigosos e com as suas armas.

2ª Fase do Campeonato Distrital da Inatel de Beja

Realizou-se no passado dia 8 de Fevereiro o sorteio referente à 2º Fase do Campeonato. O Sorteio da Taça Amizade foi realizado no dia 16 de Fevereiro.
Fiquem então a conhecer os 3 grupos de apuramento da fase de campeão:

Grupo A
3ºA - GD Povoense
2ºB - CCD Trindade
1ºC - Ourique DC
3ºD - GDL Soneguense

Grupo B
1ºB - Louredense FC
3ºB - FC Alvaladense
1ºA - UDC Beringelense
2ºD - GD Santa Luzia

Grupo C
1ºD - GC Sines
2ºA - SLU Serpense
2ºC - FC Pereirense
3ºC - Serrano FC

A competição inicia-se a 25/26 de fevereiro com os primeiros de cada série e o melhor segundo a apurarem-se para as meias-finais.

Meias-Finais

1º A - 1º C

1º B - 2º Melhor

Resultados e Classificações - 14º Jornada


Fonte: zerozero.pt

O UDCB terminou esta fase com um balanço extremamente positivo. Vejamos algumas estatísticas:

- Foi a 3º equipa a conquistar mais pontos em todos os grupos a par do rival Serpense - 32 pontos - Só Ourique e Louredense conseguiram mais pontos, 36 e 34 respectivamente.
- Foi o 4º melhor ataque da prova com 38 golos atrás de Trindade (53), Louredense (40) e Povoense (39)
- Foi a 6º melhor defesa da prova sofrendo 13 golos, 10 deles fora de casa.
- Precisou de uma média de 33 minutos para conseguir marcar golos.
- Conseguiu um registo de 4 vitórias consecutivas e 7 jogos sem perder.
- Conseguiu 6 jogos com vitórias por 3 ou mais golos.
- Não sendo oficial mas o UDCB tem o melhor marcador da prova, Duarte Pelado com uma incrível marca de 16 golos em 14 jogos, ou seja, 1,14 por jogo.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

14º Jornada: UDCB 1 - 0 S. Matias

Data: 11 Fevereiro 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo dos Unidos, Beringel
Tempo: Chuva, 10ºC

Onze Inicial: Daniel Raposo; Bruno Alvito (c), André Pontes, Dinis Ferro, Nuno Grazina; Miguel Ramos, Bernardo Xavier, Iulian Toma, João Carrasqueira, Luis Rodrigues, Bruno Lampreia

Suplentes: Duarte Pelado, Fábio Acosta, Artur Mira, David Carvalho, João Pica, Valdemar Moisão

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 1 - 0 (Artur Mira)


Embora estivesse o título de Campeão de Série em disputa, a equipa técnica apostou num onze bastante diferente do habitual dando minutos a elementos menos utilizados e consequentemente dando-lhes confiança para uma segunda fase que será certamente mais difícil e que irá necessitar de todo o plantel motivado e focado.
Como seria de esperar a equipa não esteve tão bem e coesa ao longo deste primeiro tempo, e mesmo não havendo lances de grande perigo, o S. Matias pareceu melhor ao longo da primeira metade.
O S. Matias teve um golo anulado pois estava em fora de jogo.


Ao intervalo foram lançados Artur Mira e Duarte Pelado e esperava-se que o nosso ataque conseguisse criar mais perigo pois são jogadores rápidos, bastante técnicos e desequilibradores. Mas o terreno estava difícil e a chuva não dava tréguas. O jogo estava mais de "combate" do que técnico e apenas a espaços conseguiram criar ocasiões. Numa delas, novo golo anulado desta vez para o UDCB pois o central do S. Matias com a sua experiência e matreirice conseguiu "sacar" a falta e assim invalidar o lance.
O S. Matias também introduziu de novo a bola na nossa baliza após um canto mas o árbitro também já havia apitado para parar o jogo castigando uma falta no interior da área sobre um jogador do UDCB.
O jogo parecia que iria ficar empatado e o objetivo do UDCB não seria atingido. Muitos foras-de-jogo tirados pelo fiscal de linha do lado dos bancos de suplentes, alguns daqueles precipitados, faziam crescer a ansiedade na bancada onde uma boa moldura humana de ambas as equipas combatia o frio e chuva como podia.
Até que, sensivelmente ao minuto 70, o lance que decidiu o jogo chegou. Duarte Pelado já no meio-campo defensivo do S. Matias descobre Artur Mira que em boa posição remata e faz assim o 1-0 com que terminou o jogo.
Os jogadores do S. Matias ficaram desolados e todo o esforço que fizeram sobretudo na primeira parte foi em vão pois já não tiveram forças para tentar empatar a partida e estragar assim a festa que foi do UDCB.


Melhor em Campo: Dinis Ferro - Num jogo de mais luta e garra do que propriamente táctico e técnico, foi o jogador com sinal durante todo o encontro quer ofensiva quer defensivamente.

Trio de Arbitragem (0-5): Nota 3, arbitragem difícil de um trio de arbitragem que já nos apitou algumas vezes ao longo desta temporada. Alguns cartões por mostrar, foras de jogo mal assinalados mas no entanto os jogadores souberam respeitar-se o que não agravou uma arbitragem complicada tendo em conta que o terreno estava muito pesado e houve muito contacto físico.

O UDCB fez novamente história, 5 anos depois, ao garantir o 1º lugar no grupo na 1º fase do campeonato e sagrar-se assim Campeão de Série!



Após a partida deu-se inicio ao jantar comemorativo da passagem à próxima fase bem como o título de Campeão de Série. Festa que se prolongou até altas horas da madrugada.

Num próximo post irá ser abordada a 2ª Fase bem como os clubes que serão adversários do nosso clube.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Pequena Entrevista de Francisco Rosa a Nuno Lima da RVP

Clique aqui! 

A partir do 1:34, Francisco Rosa responde às questões de Nuno Lima da Rádio Voz da Planície!!!

Entrevista realizada na semana passada...

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

13º Jornada: Quintos 1 - 3 UDCB

Data: 4 Fevereiro 2017, Sábado
Hora: 15H00
Local: Campo de Futebol António Francisco Felizardo, Quintos
Tempo: Aguaceiros, 12ºC
 
Onze Inicial: Daniel Raposo; Bruno Alvito, André Ramos, Afonso Santos, João Pica; 
André Pontes, Bernardo Xavier, Dinis Ferro, Iulian Toma; Fábio Acosta (c), Duarte Pelado
Suplentes: Bruno Lampreia, João Carrasqueira, Mihai Gaal, Miguel Ramos, Luis Rodrigues, Cláudio Ramos

Treinador: Francisco Rosa

Resultado Final: 1 - 3 (Duarte Pelado, 3)


Na primeira parte o UDCB pareceu melhor que o adversário. Embora sem grandes oportunidades criadas, conseguiu controlar a partida circulando a bola sobretudo na zona defensiva da equipa mas a ligação meio-campo/ataque não estava a resultar. E é nestes jogos que quem possui as melhores individualidades sobressai e foi isso que aconteceu. Duarte Pelado sofreu uma falta em zona frontal e o próprio se encarregou de marcar o livre batendo com violência para o lado do guarda-redes.
Passado alguns minutos novo golo da nossa equipa. Afonso Santos lança longo para o ataque, a bola bate no pelado bastante irregular pelas condições climatéricas e engana o defensor do Quintos deixando novamente o Duarte Pelado na cara do guarda-redes sendo que não vacilou e bisou na partida.
De referir que ainda nesta primeira parte existiram protestos por parte dos homens de Quintos num lance em que pediram grande penalidade por pretensa falta de Bruno Alvito sobre o seu oponente.
Este momento fez aquecer um pouco os ânimos e chegou mesmo a haver alguns "arrufos" entre jogadores mas que ficaram sanados com o intervalo.


Ao intervalo Francisco Rosa operou 2 substituições fazendo entrar Miguel Ramos e Cláudio Ramos para os lugares de Iulian Toma e Dinis Ferro.
Todavia, o Quintos apareceu melhor para este segundo tempo. A nossa equipa, talvez com demasiada confiança, derivado ao resultado não conseguia circular com tanta facilidade e aos poucos foi empurrada para o seu meio-campo defensivo. O Quintos ganhou algumas bolas paradas, nomeadamente cantos mas infrutíferos.
Foi através de um passe longo para as costas da nossa defensiva que o Quintos acabou por reduzir o marcador. Afonso Santos ainda tentou a intercepção mas tocou-lhe para trás. O capitão do Quintos com a bola a saltitar já no limite da grande área rematou cruzado para um bom golo.
O Quintos acreditava que podia conseguir um melhor resultado e o jogo alterou-se um pouco. O UDCB procurava defender a vantagem e lançar contra-ataques. Por duas ou três vezes poderiam ter terminado com o jogo mas só já perto do final surgiu o quarto golo da partida, o terceiro para o UDCB. Duarte Pelado sofre falta dentro da área. Grande penalidade que o próprio se encarregou de marcar. Bola para um lado, guarda-redes para o outro.
Minutos depois, o jogo terminou.


Melhor em Campo: Duarte Pelado - Quem marca 3 golos num jogo tem de ser considerado o melhor em campo.

Trio de Arbitragem (0-5): Nota 3, arbitragem regular de um trio de arbitragem convidado por elementos de Quintos pois não haviam árbitros para este encontro.

Jogo nem sempre bem conseguido da nossa equipa mas com um resultado positivo. Tendo em conta que o Serpense empatou a zero no terreno do S. Matias, o UDCB ocupa novamente o 1º lugar.
Faltando apenas uma partida para terminar esta fase, o UDCB pode voltar a sagrar-se Campeão de Série se vencer a próxima partida.

A última vez que isto aconteceu foi em 2012, há 5 anos, sob o comando de Tiago Borges no inicio deste projecto desportivo. Nessa última partida frente ao Figueirense ainda fazem parte do clube: Pedro Veiga, Cláudio Ramos, André Ramos, Miguel Ramos, Diogo Ferro, Artur Mira, Afonso Santos e Nuno Grazina. Leia aqui!

Assim no próximo fim de semana poderemos voltar a escrever história no nosso clube e por isso apelamos a todos os sócios e simpatizantes que marquem presença e apoiem a equipa!!!